Considerações de final de Carnaval

06fev08

Passei mais de três anos longe do Brasil na época do Carnaval, a festa da qual todo gringo lembra quando eu conto, lá fora, que sou brasileiro. É sempre aquele papo de mulatas, peitos, samba, bundas, bebedeira etc. De volta ao país do Carnaval no Carnaval, tenho algumas considerações a fazer sobre essa farra.

1. por que é que o Ministério da Saúde distribui milhões de camisinhas para os foliões durante o Carnaval, mas se esquece de dizer aos bares para colocar aquela máquina de venda automática de preservativos também nos banheiros femininos? Afinal, se tem alguém que diz “vamos fazer sem, gatinha”, não são elas… Nada mais inteligente, então, do que ter camisinha à venda no único lugar onde as meninas não ficam encabuladas para comprar.

2. Carnaval é aquela farra toda mas o feriado em si é uma grande confusão. Terça de Carnaval é considerado feriado? Ontem descobri que não. Mas na Quarta-feira de Cinzas, em que a maioria das pessoas volta a trabalhar só ao meio-dia, o rodízio de carros em São Paulo está suspenso e os cartões zona-azul de estacionamento, não. Vai entender…

3. aliás, descobri esse lance de zona-azul na Quarta-feira de Cinzas discando para o telefone de atendimento da CET à 1h da manhã. Eu tinha voltado de um bar e me dei conta de que minha rua, aqui, é azul – zona-azul, digo. Tive que sair às 7h da manhã, então. Pelo menos eu não faço parte da maioria que começou a trabalhar ao meio-dia, senão teria que rodar durante meio dia com o carro.

4. falando em bar, fico intrigado ao notar que não existem no Brasil, especialmente durante o Carnaval, campanhas mais incisivas pelo “Amigo da Vez”. A Vila Madalena estava lotada de molecada bebendo ontem – não me diga que eles foram para casa de táxi ou com o amigo careta que só tomou Pepsi com limão…

5. derrubei o mito de que novembro é o mês com o maior número de partos no Brasil, por ser nove meses depois do Carnaval. Não é. É agosto, acho. Mas se as pessoas não exageram no sexo – ou se abusam das camisinhas do Ministério da Saúde -, uma coisa é certa: elas bebem muito. Nem idéia se, durante o Carnaval, bebem mais – mas beber pouco não é coisa de brasileiro.

6. estou suspeitando, ainda sem confirmação de especialistas, de que o Carnaval tem data fixa no calendário… judaico. Aos interessados explico. É confuso!

7. ficar em São Paulo – ou no Rio, se você é carioca – é um ótimo negócio no Carnaval. Coloque na balança: as passagens acabam logo e as que sobram são impagáveis; idem para pacotes de hotéis e passeios; estradas viram o inferno na Terra: acidentes e muito, muito congestionamento; quando você finalmente chega ao seu destino, para passar dias que nem sabe se são feriados de fato, repara que foi uma má idéia – sua e de mais um monte de gente.

8. os desfiles costumavam ser mais demorados e mais concorridos, parece. Agora só tenho saco, se tanto, para saber quem venceu. Pelo menos consegui me emocionar ao ver aquela multidão no Bexiga festejando o título da Vai-Vai e se ajoelhando em frente à igreja de Nossa Senhora Achiropita em agradecimento. Foi bonito.

Acabou o Carnaval! Feliz 2008!!



6 Responses to “Considerações de final de Carnaval”

  1. Parabens pelo blog!
    Estou enviando esse site pois acredito ser muito pertinente com o assunto
    trioeletrico.net.br

  2. Gabriel, estava lendo alguns textos aqui de seu blog, gostei. Gostaria de escrever no PapodeHomem como autor convidado?

    Se animar, me dá um toque pelo gnv.bhz@gmail.com

    Grande abraço

  3. 3 De

    como assim?! q q o carnaval tem a ver com op calendario judaico?!
    espero explicacoes num proximo post… ;-)

  4. 4 Fabi

    Sim, também odeio pessoas bêbadas, não só no carnaval, pq brasileiro bebe o ano todo!.

    Carnaval é mais uma desculpinha de brasileiro para farrear……pena que a ignorância é maior ou nao sei se é a bebedeira mesmo que faz com que não se use a camisinha…….

    enfim é isso

    beijos colega!

  5. 5 Ro

    Nossa… Carnaval… Eu tb ja passei 3 carnavais longe. Lembro que sempre acabava indo pra praia, litotal norte, uma confusao sem tamanho… Mas era bom, estar com amigos e namorado num lugar diferente de casa sem pais, sem regras… Ai Brasil, meu Brasil Brasileiro… Que saudade que da.
    ps: Ga, vc me pareceu muito obsecado com o sexo, eh pq vc nao esta fazendo?

  6. Eu odeio pessoas bêbadas. Logo, o meu carnaval foi de bolo de banana com chocolate quente numa casa distante de Brasília. Assisti Manuale D’Amore e Rainha Margot. E montei um quebra cabeças lindo de 1000 peças…

    Sim, a sua casa ta bonitinha de novo! :)

    Beijoca e até semana. Com café e pipas.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: