Um coração

12fev08

Outro dia, parando em um semáforo, uma menininha colocou um pacotinho de balas no pára-brisa do carro. Antes de seguir a fila, fez um desenho com o dedo na poeira do canto do vidro. Curioso, resolvi perguntar o que ela tinha desenhado. Com voz de menininha, enquanto ela recolhia de volta as balas e levava umas moedas que eu tirara do bolso, ela disse:

– Um coração.

E foi embora. “Um coração”… Quando as pessoas me perguntam sobre as diferenças entre viver no Brasil e em Israel, várias coisas passam pela minha cabeça. Ao comparar lá com cá, penso no crazy way of life dos israelenses, na praticidade e no imediatismo deles, e, claro, na sensação de segurança que se tem por lá a qualquer hora do dia ou da noite…

Mas é essa distância abismal entre pobres e ricos que existe no Brasil o que mais choca. Lá existem ricos e existem pobres, claro. Mas a diferença grita menos. Bem menos. Lá não há menininhas que precisam vender balas no semáforo… Cansei de ver, aqui, gente jogada torrando no chão ou congelando de frio à noite. Já estou até assustado com a quantidade de mendigos, pedintes, caminhantes sem rumo pela cidade.

Quando conto que morei três anos e meio em Israel, que cobri a guerra do Líbano, que vi mísseis caindo sobre Naharia (no norte) e sobre Sderot (no sul), a primeira reação das pessoas é achar que sou louco:

– Mas você não tem medo?

Não tenho medo, porque lá não existe violência descarada e não existe invasão ao que é privado – há furtos, mas ninguém vai te assaltar com uma arma em plena luz do dia. Não tenho medo porque já vi gente discutindo no trânsito, gente armada, porque muita gente lá anda armada, mas nunca vi ninguém sacando o revólver porque levou uma fechada do outro.

Pior que o medo que sinto aqui é essa sensação terrível de que nada por aqui vai mudar…

Estou amargo hoje. Nunca gostei de terças-feiras.



7 Responses to “Um coração”

  1. Então?

  2. Eu sempre passo pelo seu blog e saio em silêncio, mas dessa vez eu resolvi comentar.

    Sempre que eu comento com alguém que eu quero viajar pra Israel, todo mundo surta, e diz “mas você é louca, você vai morrer lá, é um país muito perigoso, tem bomba a cada esquina, bla bla bla.”

    É engraçada a noção de violência das pessoas. Ainda tou pra conhecer país mais perigoso que o Brasil.

  3. Tudo bem, mas macarrão na Liberdade e Café no Pateo do Colégio lá não tem…….. Beijos! ;)

  4. sera?! sera mmo q a diferenca enter pobres e ricos eh tao diferente mesmo?!
    nao sei, Gabo, nao sei mmo…
    em tel aviv sim, a diferenca eh bem menor…
    mas, em sderot ha seguranca? no “otef” gaza?!
    la nao ha carro blindado q assegura q um kasam nao caira em cima de voce…
    mas, sera q as nossas favelas nao sao nos “ishuvim” beduinos? e gaza, faz parte do nosso pais ou nao?! ja nao sei…
    e a educacao gratuita, sera q eh mesmo gratuita e de qualidade? e sera q todos mesmo podem estudar? na universidade tambem?!
    tempos confusos…

  5. 5 Andrea

    Trocaria toda a seguranca daqui, para estar ai agora… saudades…

  6. 6 Denise

    Você, tipo, voltou?

  7. 7 Fabi

    O meu maior medo é tb de que sei que nada disso vai mudar….

    um beijo doce para sua amargura de hoje =)


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: