A polêmica do pão

22abr08

(Ou… quem quer pão, quem quer pão, quem quer pão, que ‘tá quentinho…?)

Não! Pão, esta semana, não. A regra é clara: durante chol ha mo’ed, o período de oito dias que começa com a “noite da desordem” (uma tradução mais apropriada de leil ha seder), nada que leva fermento deve ser levado à boca. À boca dos mais ortodoxos, é claro, e daqueles que – não são poucos em Israel, mesmo entre os laicos – respeitam a regra.

Mas regras servem para serem quebradas e se cá estamos para quebrar regras, tão melhor que sejam regras ligadas à gastronomia. Que, dizem, ninguém merece passar uma semana comendo matzá, o pão ázimo, a bolacha gigante de água e sal (sem sal). Eu, particularmente, que sigo a regra, gosto – e acabei de comer uma matzá com Nutella, que achei na cozinha da redação.

Gosto, mas não sigo todos os costumes de Pessach (dizer que é a Páscoa judaica é uma desconsonância, o correto seria dizer que a Páscoa é um Pessach cristão). Não faço, por exemplo, bedikat chametz, a limpeza rígida “em busca” de chametz, fermento. Muitas famílias fazem, criteriosamente. E os que não podem mas precisam, contratam serviços terceirizados. Nessa época há sempre anúncios em postes de “limpamos sua casa para Pessach“.

Este ano, a discussão chegou na Justiça. Em Jerusalém, a cidade das três religiões, os ortodoxos têm força e exigem o cumprimento da lei escrita há milênios. Mas os laicos, que são maioria, querem o direito de poder comer o que querem – seja pão, seja porco, proibido para judeus e muçulmanos.

A briga começou porque os comerciantes queriam expor produtos fermentados – como o pão, como a cerveja. Houve discussões no Parlamento para decidir se aprovavam ou não a venda de chametz, que afinal foi aprovada.

E houve manifestações de ortodoxos contra a idéia, sequer, de que na cidade onde eles vivem, centro do judaísmo, houvesse quem ofereça pão durante Pessach… Coisas do dia a dia em Israel, enfim..!



One Response to “A polêmica do pão”

  1. Já que ninguém deixou comentário neste post, venho aqui me manifestar..hehe..Como eu acabei acompanhando pela mídia toda esta polêmica, teve uma frase em uma das matérias que li que achei engraçada, mas acredito que nem todos que leram devem ter entendido.Segue abaixo:
    O debate público em Israel nesta semana passou do “Hamas” para o “hametz”. Mas permaneceu igualmente acalorado.
    Aiai…parece que tudo acontece nesta terra santa! rs…e é pra lá que eu vou!!


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: