Gabriel Toueg

Oi. Sou Gabriel Toueg. Jornalista, solteiro, 31 anos. Nasci e cresci no Brasil e hoje moro perto de Tel Aviv, depois de ter passado três anos em Jerusalém. Já se vão seis verões desde que troquei “dois chopps e um pastel” por shwarmas, hummus e outras coisas do estilo.

Gabriel Toueg, fotografado em Madrid por Karina Sanmartin

Aqui na Terra Santa – que de “santa” só tem o nome – perdi boa parte do meu tempo no telemarketing e na hotelaria. Mas hoje faço o que gosto: jornalisto.  Fui correspondente durante três anos da RFI, baseada em Paris, e da Eldorado, importante rede de rádio de São Paulo. Atualmente e desde janeiro de 2009, sou o correspondente freelancer do portal de notícias Terra Brasil em Israel e nos territórios palestinos (Faixa de Gaza e Cisjordânia).

Até o final de 2009 fiz parte de uma equipe bem bacana, formada por gente de vários países latinoamericanos, dedicada a fazer acontecer um site sobre novelas, sucesso entre israelenses (as novelas, não o site, Novebox, que é na realidade para hispanos).

O jornalismo é a profissão que eu escolhi na década de 1980, cursei entre trancos e barrancos a partir dos anos 1990 (e durante sete penosos anos, com uma interrupção de quase dois) e que virou ganha-pão no início do novo século.

Vivo, portanto, no Oriente Médio. Uau! Diferente do que a maioria dos meus amigos acha, não estou em meio a uma guerra e a verdade é que me sinto muito mais seguro andando às três da madrugada em Tel Aviv ou passeando perto das pirâmides no Egito do que me senti no Brasil desde os 14 anos, quando fui assaltado pela primeira das oito vezes em São Paulo.

Guerra, em realidade, não há sempre por aqui. Como costumo dizer, em seis anos vivendo em Israel cobri de fato uma guerra e meia: a Segunda Guerra do Líbano, em 2006, e a Operação Chumbo Derretido, em 2008/9, como ficou conhecida a guerra de Israel contra o Hamas na Faixa de Gaza. Mas esta foi uma meia guerra para os jornalistas.

Dizem que sou cidadão do mundo, mas estou adorando a idéia de, finalmente, ter uma casa com cara de casa e uma cozinha onde eu consiga ficar por mais de meia hora. Morei sozinho em São Paulo durante um ano e meio, mas não aprendi a cozinhar nada além de massas básicas, coisas com ovos e arroz.

Cidadão do mundo ou não, em 2010 passo a trabalhar em (e com) Angola, na costa africana do Atlântico. Quando estiver lá, escreverei no Em Angola, o blog que terá o meu olhar na África.

Sou, confesso, escravo das tecnologias e dos acontecimentos. Antes mesmo de mudar, minha casa nova já tinha internet instalada e funcionando. Meu celular está sempre ligado (para isso serve, não?) O rádio e o computador são os maiores responsáveis pelas contas de luz (e tem o aquecedor de água, porque apesar de viver no que um dia já foi deserto, faz muito frio nesse país).

Gosto de coisas simples como sentar no chão, sorriso de crianças, o ruído da roupa escorregando pelo corpo, cheiro de grama recém-cortada, a sensação do vento na cara quando ando de moto ou o contemplar paisagens e fotografar (não só) escadas. Adoro idiomas, falo quatro bem (um deles é espanhol), aprendo árabe e me arrisco tropeçando em mais dois.

Sou o criador deste blog, enfim. Deste e de outros mais.

Gabriel está no FacebookNa estante do Gabriel

Você pode me dar um presente – livros são sempre uma ótima pedida. Sem idéias? Consulte minhas listas de presentes na Livraria Cultura e na Amazon!


6 Responses to “Gabriel Toueg”

  1. 1 Luciana Ribeiro

    Gabriel, gostaria de teclar contigo sobre Angola, tenho muito interesse em informações de tal país. Podes me ajudar?

  2. 3 Zeferino André

    Olá sou o Zeferino, angolano e vivo em Luanda.
    alguns dos seus artigos sobre a problematica das arams e achei interessante.
    mande-me o seu email.
    um abraço

  3. 4 Zeferino André

    Olá sou o Zeferino, angolano e vivo em Luanda.
    Li alguns dos seus artigos sobre a problematica das arams e estou interressado abter mais dados assunto ja que é a minha area de trabalho.
    mande-me o seu email.
    um abraço

  4. Gabriel.

    Oi, eu sou Elisa. Estou em Israel, conhecendo a terra, visitando amigos e tirando fotos. Gostaria de te conhecer. Tem umas fotos daqui no flickr, inclusive a de uma escada, se quiser conferir, de um kibbutz. Um abraço,

    Elisa


  1. 1 “Fatos”, Gabriel Toueg « Juan Zapato el último habitante en la Torre de Babel

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: